in ,

OMS diz que há registro de morte de crianças por Covid-19

- Anúncio -

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, Organização Mundial de Saúde, falou nesta segunda-feira, 16/03 que a morte de crianças causadas pelo novo coronavírus foi registrada.

“Esta é uma doença séria. Embora a evidência que temos sugira que aqueles com mais de 60 anos correm maior risco, jovens, incluindo crianças, morreram”, disse o diretor da OMS.

O diretor-geral ainda não forneceu maiores detalhes, como nacionalidade, país em que vive nem o perfil das vítimas do Covid-19. Mas o que até hoje não estava sendo falado, ao contrário, parecia que crianças não estariam sendo afetadas, Tedros Adhanom Ghebreyesus confirmou.

- Anúncio -

A OMS voltou a reforçar os cuidados que as pessoas mais vulneráveis devem tomar, são elas; idosos, com doenças pré-existentes, como diabetes ou no sistema cardiovascular, como hipertensão.

“Não se consegue combater um incêndio com os olhos vendados – você não consegue parar essa pandemia se não souber quem está infectado” explicou o diretor-geral  Tedros Adhanom Ghebreyesus.

“Teste, teste, teste. Teste todo caso suspeito. Se for positivo, isole e descubra de quem ele esteve próximo”, orienta.

“Alguns países expandiram a capacidade usando estádios e academias para tratar casos leves, com casos severos e críticos tratados em hospitais. Outra opção é que pacientes com casos leves sejam isolados e cuidados em casa”, concluiu.

- Anúncio -

A Mundial de Saúde também fez um alerta sobre as fake news que estão circulando, com informações falsas sobre o novo coronavírus, esse tipo de propagação de boatos, só aumenta a insegurança, uma vez quem cada cidadão, independente do país, precisa estar bem informado e de maneira responsável, para que mais vidas não sejam colocadas em risco.

Maria Van Kerkhove, diretora técnica da OMS falou sobre casos de crianças infectadas, possivelmente em lugares comuns, como nas escolas; “Mas vimos crianças morrerem dessa infecção”.

“Não podemos dizer universalmente que é leve em crianças. Então é importante que protejamos as crianças como uma população vulnerável”, disse Kerkhove; “O que não sabemos ainda – porque ainda não temos o resultado de enquetes sorológicas – é a extensão da infecção assintomática em crianças”.

- Anúncio -

“(É preciso) achar todos os casos e seguir todos os contatos e testar os contatos. Dá para parar a transmissão entre as pessoas”, disse Maria Van Kerkhove.

“Uma das formas de evitar a transmissão entre pessoas é parar reuniões de pessoas – alguns países tomaram decisões se baseando no número de pessoas. É importante que as pessoas não vão – que limitem a participação em eventos de aglomeração em massa”, completou a diretora técnica.

Fonte: G1


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Caso Ísis Helena: Mãe da bebê procura a policia para registrar boletim de ocorrência após receber diversas ameaças

Isis Helena: o que Jennifer fez por 2h na manhã em que a filha sumiu? A polícia sabe e situação se complica