in ,

Mulher leva tiro na cabeça e denuncia marido escrevendo nome dele com sangue em maca

- Anúncio -

Mais um caso de violência doméstica chocou até a polícia pela forma como a vítima contou quem foi que tentou matá-la.

Na última quarta-feira (23), Elaine Maria de Santana foi levada pelos vizinhos para o hospital com um tiro na cabeça.

Ao chegar lá e desesperada com medo de morrer e não conseguindo falar direito, ela tirou o sangue da cabeça e escreveu na maca o nome do marido, o segurança Evaldo de Andrade Silva, indicando que ele era o autor do disparo.

- Anúncio -

A delegada Bárbara Fort explicou durante entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (24), no Recife, que Elaine mesmo sem conseguir se comunicar completamente, conseguiu contar aos policiais o que houve por gestos.

“No hospital, desesperada, ela tirou o sangue da cabeça e escreveu o nome dele na maca”, afirmou a delegada Bárbara Fort.

“A gente perguntou se o responsável pelo tiro era o companheiro e ela fez gesto positivo. Também questionamos se o tiro teria sido disparado de forma acidental e ela negou, também com gestos”, disse a delegada.

Ele foi preso logo em seguida dentro de casa, em Carpina, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, onde ocorreu o crime, e ele voltou para pegar os filhos de Elaine que são de um relacionamento anterior.

Davi Israel Pereira da Silva, um vizinho de Evaldo também foi preso porque guardou a arma usada no crime.

“Prendemos Evaldo e Davi em um carro preto, quando eles se preparavam para a fuga. No veículo, também estavam duas crianças [filhos de Elaine]”, informou o major Fábio Batista, do 2º Batalhão da PM, que participou da prisão.

- Anúncio -

Na delegacia ele deu várias versões para o crime, primeiro disse que ela havia caído, mas não conseguiu sustentar essa versão pelo tiro na cabeça da mulher, ele então tentou dizer que foi tentativa de suicídio, e depois disse que eles entraram em luta corporal e ele não sabe quem disparou.

- Anúncio -

Mas a delegada afirma que essa versão também não deve se sustentar pela posição em que Elaine recebeu o tiro.

Sabemos que o tiro foi dado de cima para baixo. Como os dois têm uma altura compatível, acreditamos que ela foi baleada quando estava de joelhos ou sentada”, explicou a delegada.

A polícia segue investigando para esclarecer todas as condições do crime.

Devido a gravidade dos ferimentos, Elaine foi transferida para o Hospital da Restauração (HR), na área central do Recife. Na unidade de saúde, ela passou por neurocirurgia nesta quinta (24) e tem quadro de saúde considerado estável.


Delegada Bárbara Fort e major Fábio Batista participaram de coletiva, nesta quinta (24), e falaram sobre o crime — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by Ana Paula

Jornalista de profissão, e redatora por vocação. Escrevo com prazer tentando passar em palavras, emoções que possam tocar a vida das pessoas. Nas horas vagas mamãe de gatos e degustadora de cafés, que são meus grandes amores.

Futilidade perversa: nova “tendência”, noivas estão congelando borboletas para soltarem nas cerimônias de casamento

Casal com síndrome de Down comemora 23 anos de casamento. Eles se amam e respeitam apesar das críticas