Medicamento identificado por cientistas australianos pode “matar” coronavírus

- Anúncio -

O novo coronavírus está fazendo muitas vítimas no mundo, por isso pesquisadores de todos os países intensificaram as pesquisas, na esperança de descobrir um medicamento para combater o Covid-19.

Na Austrália, uma equipe de cientistas da Universidade Monash, em Melbourne, com apoio do Instituto Peter Doherty de Infecção e Imunidade (Doherty Institute), sinalizou que pode ter encontrado um medicamento  antiparasitário para eliminar o novo coronavírus.

Nos testes realizados na cultura de células com o medicamento Ivermectina, o Covid-19 foi combatido em apenas 48 horas com apenas uma dose.

- Anúncio -

O crescimento do novo coronavírus foi interrompido e todo o material genético foi eliminado. Essa boa notícia foi publicada no periódico Antiviral Research, em que dá detalhes dos testes.

A equipe de cientistas da Universidade Monash, liderada pela especialista Dra. Kylie Wagstaff, do Instituto Monash Biomedicine Discovery, precisa agora, juntamente com a equipe, estabelecer a dose recomendada para o uso do medicamento com segurança.

“Descobrimos que mesmo uma dose única pode remover essencialmente todo o RNA viral em 48 horas e que mesmo em 24 horas houve uma redução realmente significativa”, explicou a Dra. Wagstaff.

- Anúncio -

O medicamento ivermectina é usado no mundo todo e aprovado pela FDA, como  antiparasitário, mas nos testes in vitro de Zika, Influenza, Dengue e até do HIV, também demonstrou que pode ser eficaz.

“A ivermectina é amplamente utilizada e vista como uma droga segura. Precisamos descobrir agora se a dose em que você pode usá-la em seres humanos será eficaz – esse é o próximo passo”, disse  a Dra Wagstaff e completou;

“Nos momentos em que estamos tendo uma pandemia global e não há um tratamento aprovado, se tivéssemos um composto que já estava disponível em todo o mundo, isso poderia ajudar as pessoas mais cedo. Realmente, levará um tempo até que a vacina seja aprovada.”

O cientista médico sênior do Laboratório de Referência de Doenças Infecciosas Vitorianas (VIDRL) ​​do Doherty Institute, Dr. Leon Caly, está muito entusiasmado com os testes e declarou;

- Anúncio -

“Como o virologista que fez parte da equipe que foi o primeiro a isolar e compartilhar o SARS-COV2 fora da China em janeiro de 2020, estou entusiasmado com a perspectiva de a ivermectina ser usada como um medicamento potencial contra o COVID-19”.

Créditos: https://www.eurekalert.org/pub_releases/2020-04/mu-pcd040320.php


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Em teste, remédio para piolho matou novo coronavírus em 48 horas

“Meu pai só saiu para ir ao mercado” desabafa filha de homem que faleceu vítima da Covid-19