Mãe de recém-nascida liga para a polícia e afirma ter encontrado a bebê no lixo. Caso aconteceu em Itajaí (SC)

Foto: reprodução

O corpo de bombeiros de Itajaí, Santa Catarina, foi chamado para fazer o resgate de uma bebê recém-nascida. A criança foi encontrada dentro de uma lixeira localizada na Rua Luiz Adami, no Bairro Itaipava.

Quem descobriu a recém-nascida dentro da lixeira foi a Polícia Militar, os policiais receberam um alerta de que um crime teria ocorrido na localidade, foi realizada uma operação de verificação, os agentes entenderam que o alerta recebido era falso, mas encontram uma criança dentro do lixo.

Por esse motivo, os policiais decidiram comunicar ao Corpo de Bombeiros o estado em que encontraram a menina, pois certamente precisaria levá-la para atendimento médico. Quando os bombeiros chegaram, imediatamente conduziram a bebê recém-nascida ao hospital para evitar maio risco de contaminação por conta das condições e o local em que a menina foi deixada, como também para realização de exames para avaliar o quadro de saúde.

Segundo a polícia, foi verificado que quem chamou a polícia dando informação falsa de crime teria sido a mãe biológica da menina, certamente com a intenção da criança ser resgatada antes que sofresse algum mal. A mulher que, não foi identificada, disse o motivo de a ligação ter sido feita porque estava preocupada com a filha, ela deixou a menina na lixeira por não poder assumir para a família que estava grávida e que deu a luz.

É impressionante como tantos casos em que crianças são abandonadas minutos após o nascimento, tenha relação com o fato das mães estarem escondendo da família que deram a luz. Assim como essa que disse não poder revelar em casa que deu a luz a uma menina, muitas outras mulheres se colocam nessa condição e abandonam seus bebês. Longe de julgamentos, a criança mão merece ser descartada, sujeita aos maiores perigos, nem todas as crianças sobrevivem, pois não resistem ao frio, a picadas de insetos, mordida de animais entre outros ataques ou o organismo não suporta o frio.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *