Mãe de menino estuprado e assassinado pela detenta Suzy diz o que sentiu ao ver reportagem: “Eu recebi o quê?; Veja

- Anúncio -

A reportagem exibida no programa”Fantástico” apresentada pelo doutor Dráuzio Varella, no domingo primeiro de março, gerou grande polêmica.

A matéria abordou a dificuldade de detentas trans e travestis que estão alocadas em penitenciárias masculinas. A proposta da matéria foi mostrar como essas pessoas se sentem e são tratadas na cadeia, como enfrentam o preconceito e o que desejam no futuro para suas vidas.

Mas ao entrevistar a detenta trans chamada de Suzy Oliveira, o médico sentiu compaixão quando a prisioneira falou sobre visitas, dizendo que está há 8 anos presa e nunca recebeu visita, foi então que doutor Dráuzio deu uma braço na prisioneira.

- Anúncio -

Nas redes sociais, antes de vir à tona o motivo da prisão de Suzy, muitos internautas iniciaram um movimento de envio de cartas, para a prisão onde Syzi cumpre pena.

Durante entrevista, doutor Dráuzio percebe a tristeza na trans e pergunta:” Muita, muita solidão, não é minha filha?”, foi nesse momento que, ele abraçou Suzy.

A prisioneira recebeu 324 cartas, livros e chocolates. Muitas pessoas ficaram emocionadas e, logo, trataram de saber como colaborar para enviar cartas, um modo de tentar reduzir a solidão que Suzy demonstrou sentir.

- Anúncio -

No último domingo, 08/03, o assunto voltou a pauta nas redes sociais, mas dessa vez o tema foi o motivo da detenção ter sido descoberto.

Em 2010, a transexual estuprou um menino de 9 anos, depois o matou e ainda o deixou na sala por 48 horas apodrecendo, conforme informações do processo.

A mãe do menino ficou indignada e falou como se sentiu com essa matéria; “Par mim, foi um baque muito grande. Inclusive, quando eu vi a matéria, fique até com dor de cabeça. Eu tô tremendo até agora.”

Dona Aparecida dos Santos, mãe da vítima, é empregada doméstica e falou com o programa “Alerta Geral” da REDETV.

- Anúncio -

O que mais a indignou foi Suzy receber abraço, ter recebido cartas e presentinhos; “Foi dele receber abraço, receber cartinha, e ainda receber bombonzinho na prisão?! Eu recebi o quê? Nada!. Nada nesses dez anos.”

Após a perda trágica do filho, Aparecida contou que conseguiu dar a luz de novo, “Graças a Deus, Deus deu um filho de volta pra mim, que é o Mateus. Graças a Deus estou me reerguendo. Mas muito indignada.”

Fonte: Hugo Gloss


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Perigoso desafio da web quase vitimou filho de Murilo Rosa: ator diz como orientou

As 3 meninas de Sylvester Stallone cresceram e se tornaram as moças mais lindas que você já viu