in ,

João Deus: por ‘plano divino’, mulheres tinham que fazer sexo oral no médium, segundo elas

- Anúncio -

Um dos médiuns mais famosos do Brasil, João de Deus enfrenta uma série de acusações de abusos e estupros por parte de mulheres que frequentaram sua casa espiritual

João Teixeira de Faria, conhecido popularmente como João de Deus, é um dos médiuns mais importantes no Brasil e no mundo para os espíritas.

Famosos pelas cirurgias espirituais e curas atribuídas a ele, arrasta milhares de pessoas até seu centro espírita, a Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, em Goiás.

- Anúncio -

Pessoas de todo o mundo peregrinam até lá, devido a grande credibilidade que o médium conquistou ao longo de anos de atendimentos espiritualistas.

Na última sexta-feira (7), foi ao ar uma entrevista com uma jovem que vive na Holanda, mas que frequentou o centro, acusando o médium de abusos sexuais.

Zahira Leeneke Maus, foi a única que aceitou mostrar o rosto e falar em frente as câmeras contra João de Deus, mas além dela, outras 12 mulheres conversaram com Pedro Bial e se disseram vítimas de abusos por parte do médium.

“Tinha muito medo deles mandarem espíritos ruins, da minha vida se tornar miserável, de não conseguir dormir”, afirmou a holandesa Zahira Mous.

Quatro anos depois do encontro com o médium, ela fez uma denuncia pública em seu Facebook: 

“Eu sei que tenho sido criticada: ‘Por que você está vindo com a sua história, se ele está curando milhares de pessoas?’ E essa é uma das razões do porquê eu não disse nada. Porque se fosse só eu, eu que engula, porque ele está curando milhares de pessoas, certo? Mas agora eu sei, ele está abusando de centenas de mulheres e meninas”, afirmou Zahira.

 Já a TV Anhanguera mostrou o caso de uma ex-funcionária que também diz ter sido vítima do médium.

- Anúncio -

“Na primeira ocasião, ele pegou um colchão que tinha no corredorzinho e colocou no chão. Ele mandou eu tirar a roupa, eu tirei. Não entendi muito bem. Da outra vez que eu fui, ele sentou na poltrona dele, tirou as calças e mandou eu mexer no órgão dele”, relatou a mulher.

Ela também disse que sentia medo de denunciar, pois segundo ela o médium teria ‘costas quentes’, e era poderoso em Abadiânia.

Depois que essa matéria foi ao ar, várias outras mulheres tem revelado abusos por parte do médium.

A autora americana, e coach espirititual Amy Biank, levava peregrinos a Casa Dom Inácio desde 2002, e participou da entrevista com Bial, afirmou que as pessoas que trabalham diretamente com João de Deus, têm conhecimento do que ocorre, mas que tem medo dele, e que ela inclusive teria sofrido ameaças de morte.

“Uma delas [pessoa que trabalhava para João de Deus] disse que tinha limpado a boca de uma menina. Disseram que era ectoplasma, e ela estava tão doutrinada que não percebeu que era sêmen”, disse Amy Biank.

Amy disse que em uma ocasião, chegou a presenciar um abuso, que depois de ouvir um grito, entrou na casa e viu João de Deus forçando uma jovem a fazer sexo oral nele. Ele pediu pra eu fechar os olhos e sentar.

“Eu vi que ele estava com a calça aberta, ela estava ajoelhada e com uma toalha no ombro. Ela não estava querendo fazer sexo oral nele, foi por isso que ela gritou. Mas eu sentei no sofá e fechei meus olhos, porque eu estava tão doutrinada a achar que aquilo tudo era divino e especial.”

- Anúncio -

Ele dizia as mulheres que tudo fazia parte de um ‘plano divino’, e que se elas não cedessem sua doença poderia voltar.

Que tudo aquilo seria necessário para que elas fossem purificadas de alguma forma.

“Mais tarde ele veio até a pousada em que estávamos, porque ele sabia que eu tinha visto, e aí ele chegou e disse: ‘Quando eu sou o João, eu sou somente um homem. E homens têm necessidade. Um homem é somente um homem’.”, afirmou Amy.

O que diz João de Deus

A assessoria do médium, disse ao Programa do Bial, que:

“há 44 anos, João de Deus atende milhares de pessoas em Abadiânia, praticando o bem por meio de tratamentos espirituais. Apesar de não ter sido informado dos detalhes da reportagem, ele rechaça veementemente qualquer prática imprópria em seus atendimentos”, dizia a nota.

Ao jornal O Globo, a assessoria afirmou que todas as acusações são “falsas e fantasiosos”.

O G1 publicou que tentou contato com o médium ou com sua assessoria, porém não obtiveram retorno.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by Ana Paula

Jornalista de profissão, e redatora por vocação. Escrevo com prazer tentando passar em palavras, emoções que possam tocar a vida das pessoas. Nas horas vagas mamãe de gatos e degustadora de cafés, que são meus grandes amores.

Andressa Suita se impressiona com atitude do filho de 4 meses

PM do Rio mata sequestrador e população aplaude. VEJA O VÍDEO