Homem que atirou na ex e se matou deixou carta de despedida

Delegada que investiga o caso adverte que é preciso que a sociedade para de ver a mulher como propriedade do homem.

 Marcello Pereira, um churrasqueiro de 34 anos, disparou duas vezes contra a ex-namorada Ana Paula de Oliveira, e depois se suicidou no último dia 20/12.

De acordo com a Delegada Juliana Ricci da Polícia Civil de Piracicaba (SP), é preciso que a sociedade para de ver as mulheres como propriedades dos homens.

A ex-namorada de Marcello, uma manicure de 28, foi socorrida, levada a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Santa Casa de Piracicaba (SP), passou por exames e já foi transferida para um quarto onde se recupera e seu estado é estável, ela foi atingida na região do ombro esquerdo e na região lateral esquerda da cabeça.

A delegada informou que nos pertences do homem foi encontrado uma mensagem de despedida.


 “Carta de despedida, onde ele pede desculpas. Ele está se despedindo da vida, é isso”, explica a delegada Juliana Ricci.

Segundo informações de pessoas ligadas ao ex-casal, eles se relacionaram durante 12 anos e estavam separados a cerca de 3 meses e ele nunca aceitou o fim do relacionamento.

Questão de educação’, diz delegada

“A sociedade em geral tem que ter um olhar diferenciado para não ver a mulher como uma posse, uma propriedade do homem. Muitos homens não aceitam o término do relacionamento e acham que têm direito de vida sobre a mulher, uma coisa sem cabimento”, disse a delegada.

“Lógico que [o caso] termina na polícia, mas na minha visão é uma questão de educação, de respeito ao próximo”, completa a delegada.

Cerca de uma semana antes do crime, eles tiveram uma briga onde o homem chegou a quebrar o telefone da vítima, na ocasião a polícia foi chamada e o carro dele foi apreendido por estar irregular, mas ela não quis registrar ocorrência.

De acordo com familiares tanto da mulher quanto do homem, o relacionamento dos dois era marcado por idas e voltas, mas ele sempre se mostrou um homem calmo e ninguém esperava uma ato desses.

“Ele sempre foi calmo, nunca a gente percebeu nada dele, eu não sei o que aconteceu com ele”, afirmou Fernanda Martim, prima de Pereira.

O crime

O irmão da vítima disse ao portal G1 que Marcello chegou na casa da mulher falando que ia viajar e se despediu.

“Trouxe pão, até, e ficou conversando com ela e com o meu irmão na sala e depois chamou ela para conversar na varanda. Meu irmão continuou na sala. Ai foi a hora que meu irmão escutou os disparos e ela gritou”, relatou Alexandre Henrique de Oliveira.

Depois de atirar em Ana Paula, Marcello atirou contra a própria cabeça. os vizinhos ajudaram a socorrê-la. Ele morreu no local.



ATENÇÃO MÃE, QUAL SUA OPINIÃO?

escreva seu comentário abaixo👇