Homem atira em mulher com bebê no colo, dentro de hospital, e atitude heróica da mãe salva a criança

- Anúncio -

Graziele esperava a medicação para sua filha de 5 meses quando o ex-marido entrou na pediatria e disparou vários tiros contra ela e a bebê. Mais uma vítima do feminicídio? Como evitar que tragédias assim se repitam?

No Distrito Federal aconteceu um crime revoltante com uma mulher que segurava seu bebê no colo.

Graziele Souza Carvalho, de 18 anos, foi ao Hospital Regional de Ceilândia levando sua filha no colo para atendimento pediátrico. Ela teve de esperar a medicação que a criança precisava, mas não poderia imaginar que sua vida estaria em risco e que teria de precisar ocupar uma sala no centro cirúrgico.

- Anúncio -

A bebê de Graziele tem 5 meses, sua mãe a levou para consulta como se deve fazer sempre que o bebê apresentar alterações ou se for para consulta programada pelo pediatra.

Para surpresa de todos os presentes, o ex-marido da jovem mãe, entrou no hospital de maneira correta, ao ser solicitado identificação por parte dos vigilantes na recepção, ele se identificou e entrou tranquilamente. Procurou pela ex-mulher e assim que a localizou efetuou diversos disparos na direção dela.

- Anúncio -

Pacientes e funcionários viveram momentos de pânico, a mãe usou o próprio corpo para proteger a filhinha, agindo pelo instinto maternal que é natural nas mães.

Graziele se jogou no chão mantendo a bebê debaixo do seu corpo para não ser atingida por uma das balas. O homem conseguiu deixar o local rapidamente, ele está sendo procurado pela Polícia Militar que assumiu o caso.

A menina de 5 meses que estava no colo da mãe é também filha do homem que tentou matar a mulher.

A mulher recebeu atendimento imediatamente, ela foi submetida à cirurgia por ter tido dois ferimentos de balas e o quadro é estável. O bebê foi levado para ala de pediatria para exames pro precaução, mas não foi atingida pelos tiros.

Casos em que ex companheiros praticam violência contra a mulheres são muitos, por isso é importante que as pessoas liguem para o 190 e denunciem, quando for em flagrante ou 180 para apoio as vítimas.

- Anúncio -

Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Funcionário de creche amarra bebês e os coloca para dormir de bruços; ”absurdo total”

Casal preso em cima de telhado devido a enchente se recusa a ser salvo antes de verem seus cães em segurança também!