Funcionário de creche amarra bebês e os coloca para dormir de bruços; ”absurdo total”

A mãe de uma das crianças amarradas decidiu contar a história no seu Facebook, como uma forma de alertar outros pais para ficarem sempre atentos ao que acontece nas creches 

Uma questão que ‘tira o sono’ de muitos pais, é como será a vida dos filhos depois que a mãe que é geralmente quem fica com o bebê nos primeiros meses, volta a vida profissional.

A escolha da creche é sempre cheia de inseguranças e receios, afinal o bebê ainda é totalmente dependente dos cuidados de outra pessoa, e por isso quem for ficar tomando conta precisa ser de confiança e desempenhar essa função com muito carinho atenção.

Um caso que chocou o mundo depois de tomar as redes sociais, foi contado pela própria mãe de uma bebê, que estava sendo amarrada e colocada para dormir de bruços, por um dos funcionários da creche onde a criança ficava.

O caso ocorreu em Leavenworth, no Kansas, e foi divulgado por Deirdre e o marido Jonathin Engle, que deixaram sua bebê Elora em uma creche que acreditavam ser uma boa opção.

O casal conta que um dia receberam uma ligação do Departamento de Crianças e Famílias do Kansas, que teria sido avisado por um colega de trabalho do funcionário da creche, que ele estaria amarrando as crianças em sacos de dormir, presos por borrachinhas de cabelo, para que eles não pudessem se movimentar no berço.

O DCF recebeu fotos de bebês amarrados e Elora era uma das crianças amarradas.

Deirdre e Jonathon, ficaram tão chocados e indignados com o que viram que decidiram que iam expor tudo na internet como uma forma de alertar outros pais e famílias, e evitar que isso ocorresse com outras crianças.

Em homenagem ao mês da Prevenção do Abuso Infantil, eu queria compartilhar uma história. Recentemente, tivemos que tirar nossa filha da creche quando fomos contatados pelo Kansas DCF. Nossa filha estava sendo amarrada na hora da soneca. Para maior clareza, ela estava sendo colocada em um saco de dormir com os braços dentro dele, e todo o material reunido nas costas e amarrado para que ela não pudesse mover os braços, em seguida, a colocavam de bruços para que ela não pudesse rolar. Ela tinha 6 meses de idade. A imagem disso nos foi enviada e é de partir o coração e enfurecer. A creche nos pediu desculpas e disse que essa pessoa não está mais na função. Não que ela não estivesse no centro, ou que ela não tivesse acesso aos bebês, só que ela está em um local diferente. Bem, então minha filha não estará naquele prédio. Enquanto isso, a pessoa que foi corajosa o suficiente para defender minha filha (que mal conseguia se sustentar) foi demitida. Ela foi punida. Espero que isso nunca aconteça com outra criança, e espero que as pessoas ainda sejam corajosas o suficiente para advogar por aquelas que não podem se proteger, mesmo em risco para si mesmas. Cuide de seus bebês.” dizia a mensagem de Jonathon Engle

O casal foi convidado ao programa ‘The Doctor’, para relatar o que tinham sofrido, e a mãe salientou que era uma tremenda sorte que não tivesse ocorrido o pior com nenhuma das crianças amarradas devido ao risco de sufocamento.

Perguntados se nunca perceberam nada de errado na creche, o pai respondeu:

“Todo mundo parecia muito carinhoso, e ele era apenas … a queda foi muito rápida.”

O casal tirou a filha da creche e não sabem se alguma providência chegou a ser tomada.

 

The Doctors / YouTube


ATENÇÃO MÃE, QUAL SUA OPINIÃO?

escreva seu comentário abaixo👇