‘Fim das buscas em Brumadinho é notícia que não quero dar’, desabafa bombeiro

O porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, Pedro Aihara, 25 anos, tem chamado a atenção por conta de sua postura serena diante de tamanha tragédia, sempre tentando levar palavras de conforto e esperança a famílias das vítimas e a todo o Brasil.

Desde o dia 25 de janeiro, o Brasil voltou os olhos para Brumadinho, depois que a barragem do Córrego do Feijão se rompeu fazendo centenas de vítimas fatais, e outras tantas que foram atingidas direta ou indiretamente pelo desastre.

O país conheceu então o porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas, Pedro Aihara de 25 anos, que tem atualizado as informações sobre tudo que está acontecendo lá.

O tenente Pedro conta que sua maior preocupação não é com a imprensa, mas sim em como os familiares vão receber as notícias.

“Eu venho com a perspectiva do familiar que perdeu uma pessoa e está assistindo em um momento delicado, de muita dor. Minha preocupação é com a pessoa que foi afetada de alguma maneira, que ela se sinta minimamente acolhida”, disse o tenente.

O tenente contou que seu jeito sereno de lidar com a situação é uma forma humanizada que ele aprendeu dentro de casa. Sua mãe é mineira e artesã e seu pai é japonês.

Quando perguntado sobre qual será o momento mais difícil dessa operação, considerando que tudo é extremamente delicado ele responde:

A notícia de encerrar as buscas sem ter encontrado todo mundo, acho que vai ser o momento mais difícil dessa operação. É a notícia que não quero dar”, desabafou Aihara.


ATENÇÃO MÃE, QUAL SUA OPINIÃO?

escreva seu comentário abaixo👇