Enfermeira coloca morfina no leite materno de 5 recém-nascidos

- Anúncio -

Bebês prematuros recém-nascidos, sobreviveram por milagre no hospital após uma enfermeira colocar morfina no leite materno, de pelo menos 5 crianças para os envenenar.

A terrível crueldade aconteceu em dezembro de 2019, mas só agora foi divulgado e o mundo soube na última quarta-feira, 29/01, o que uma mulher que deveria cuidar dos bebês, na verdade estava aplicando doses de veneno.

A enfermeira era funcionária do Hospital Universitário de Ulm, localizado no sudeste da Alemanha. Segundo informações da polícia local, a enfermeira cometeu o crime contra bebês de até um mês de nascidos.

- Anúncio -

Os bebês que receberam doses de morfina misturada ao leite materno, apresentaram quadro de dificuldade respiratória, um sintoma coletivo entre os cinco, na mesma manhã em que a enfermeira estava de plantão.

Para avaliar a complicação respiratória em tantos bebês, os médicos realizaram exames para verificar uma possível infecção.

O resultado dos exames de urina apontou que todos os bebês que apresentavam os mesmos sintomas tinham morfina no organismo. Essa droga é necessária nas UTI’s pediátricas para atender filhos de mães que usam drogas durante a gestação.

Com ação rápida, a equipe médica conseguiu evitar a morte de todos os bebês que foram envenenados e a melhor notícia é que nenhum deles ficará com sequelas do terrível crime.

Após investigar todos os funcionários e fazer buscas nas dependências do hospital, a polícia encontrou seringas e morfina nos pertences da enfermeira, que não teve a identidade divulgada. Agindo rapidamente a polícia impediu que a mulher descartasse as provas do crime.

- Anúncio -

O promotor de justiça, Christof Lehr, falou durante coletiva de imprensa como o crime foi descoberto pela polícia;

“Na manhã do dia 20 de dezembro de 2019 cinco bebês prematuros que estavam na mesma ala pediátrica do Hospital Universitário de Ulm sofreram problemas respiratórios gravíssimos, graças a rápida intervenção da equipe médica, todos os bebês sobreviveram e nenhuma das crianças terão sequelas!”.

- Anúncio -

Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Filho de Gugu registra B.O contra a mãe após se sentir enganado por ela

Coronavírus: casos suspeitos no Brasil aumentam de 9 para 12