Corpo de terceirizado da Vale que esperava o primeiro filho é liberado de IML em BH

- Publicidade -

São muitas as histórias destruídas pela tragédia que aconteceu na última sexta-feira (25), em Brumadinho (MG), depois do rompimento da Barragem 1 Mina do Feijão.

- Publicidade -

O mar de lama que modificou completamente a paisagem do local, também mexeu com a vida de uma quantidade incalculável de pessoas atingidas direta ou indiretamente pela tragédia.

- Publicidade -

Daniel Muniz Veloso, de 29 anos, funcionário terceirizado que trabalhava na Vale, foi uma das vítimas fatais identificadas.

‘Eles levaram meu irmão para mina inteiro e me devolveram ele machucado, sem vida’, diz Deiviane Muniz irmã de Daniel.
O corpo de Daniel foi liberado na tarde do último domingo (27) do Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte. A mulher de Daniel está grávida de oito meses do primeiro filho do casal.

- Publicidade -
- Publicidade -

A mulher diz que espera que haja mais fiscalização, e que a tragédia mudou para sempre a vida de todos, inclusive do sobrinho que ainda nem nasceu, e nunca vai conhecer o pai.

- Publicidade -

- Publicidade -

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -