Corpo de terceirizado da Vale que esperava o primeiro filho é liberado de IML em BH

São muitas as histórias destruídas pela tragédia que aconteceu na última sexta-feira (25), em Brumadinho (MG), depois do rompimento da Barragem 1 Mina do Feijão.

O mar de lama que modificou completamente a paisagem do local, também mexeu com a vida de uma quantidade incalculável de pessoas atingidas direta ou indiretamente pela tragédia.

Daniel Muniz Veloso, de 29 anos, funcionário terceirizado que trabalhava na Vale, foi uma das vítimas fatais identificadas.

‘Eles levaram meu irmão para mina inteiro e me devolveram ele machucado, sem vida’, diz Deiviane Muniz irmã de Daniel.
O corpo de Daniel foi liberado na tarde do último domingo (27) do Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte. A mulher de Daniel está grávida de oito meses do primeiro filho do casal.

A mulher diz que espera que haja mais fiscalização, e que a tragédia mudou para sempre a vida de todos, inclusive do sobrinho que ainda nem nasceu, e nunca vai conhecer o pai.


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇