in ,

Coreia do Norte diz não ter casos de corona e estão matando suspeitos desobedientes

- Anúncio -

A epidemia do novo coronavírus é hoje, um problema mundial, o qual milhares de vidas são perdidas todos os dias, por conta de complicações da doença. Mas a Coreia do Norte afirma não ter casos de Covid -19.

O mundo se pergunta como o país está conseguindo impedir que o vírus entre  na Coreia do Norte.

Em busca de respostas, algumas informações vieram à tona, uma delas é  o modo que o governo decidiu lidar com as pessoas que apresentam casos suspeitos do novo coronavírus.

- Anúncio -

Relatórios apontam que com as novas determinações do líder do país, Kim Jong-un, um cidadão teria sido executado brutalmente, ele era considerado paciente, porém tentava deixar a quarentena para ir à um banheiro público.  A polícia condenou imediatamente o homem a morte, que foi baleado no local.

O paciente em questão era funcionário público, trabalhava para o governo.  O homem saiu do país em viagem de trabalho para China, mas ao retornar para a Coreia do Norte, ele foi orientado a ficar em quarentena na intenção de evitar que o novo coronavírus se espalhasse pelo país. As informações foram publicadas no jornal sul-coreano Dong-a Ilbo.

As medidas decididas  Kim Jong-un seriam muito radicais  e absurdas, o líder impôs uma lei militar com o objetivo de criar um bloqueio, principalmente em relação a China que representa o epicentro mundial do novo coronavirus no mundo.

Não há confirmação se o funcionário público que foi condenado à morte por ter deixado a quarentena para ir no banheiro público,  se estava de fato contaminado pelo convite 19 ou não.

O paciente está em quarentena apenas para evitar a propagação e o contágio do covid-19 no país. Como medida de segurança de saúde, que determina o isolamento de qualquer cidadão que chegar da China.

- Anúncio -

Há outro relato sobre outro funcionário do governo, seria um oficial exilado em uma fazenda que estava afastado para dissimular a viagem que fez à China, por ser membro da Agência de Segurança Nacional.

A quarentena foi anunciada, a princípio, com duração de 40 dias, mais tarde foi prorrogada por mais 30, aumentando o tempo de recomendação que órgãos internacionais de saúde recomenda como seguro. A Coréia do Sul preferiu dobrar o tempo para não correr riscos.

- Anúncio -

O governo norte-coreano fortaleceu a presença militar e as ruas estão vazias, conforme informação da membro da Agência de Segurança Nacional “Eles estão realizando atividades de informação de várias formas e por vários métodos em locais públicos para introduzir conhecimento médico comum sobre a epidemia e incentivar as pessoas a darem mais detalhes aos nobres traços morais de ajudar e liderar um ao outro“.

Créditos:

https://paginadoestado.com.br/coreia-do-norte-decide-lidar-com-coronavirus-eliminando-infectados/


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

“China restringe publicação de artigos científicos sobre origem da Covid-19”

Coreia do Norte diz não ter casos de corona e estão matando suspeitos que desobedeceram a quarentena