Caso Carrefour: morte de cachorro mobiliza ONGs, famosos e internautas

O caso do cão que foi envenenado, e espancado em uma loja do Carrefour de Osasco, mobilizou a internet e muitos famosos se envolveram na luta por justiça

No última sábado (1º/12), aconteceu um caso cruel de violência contra animais em uma loja do Hipermercado Carrefour em Osasco, São Paulo.

De acordo com informações de testemunhas, um dos seguranças do mercado, recebeu ordens para se livrar de um cão de rua que começou a circular no loja.

O funcionário então teria envenenado e depois agredido o animal a pauladas até que suas patas forma quebradas, e o animal ensanguentado começou a se arrastar pelo chão conforme mostram fotos publicadas nas redes sociais.

O centro de zoonose de São Paulo então foi chamado, socorreram o animal, mas ele não resistiu e morreu.

No início teriam dito quer ele tinha sido atropelado, porém isso foi desmentido por pessoas que estavam no local.

O caso teve enorme repercussão na internet e muitos famosos estão se manifestando exigindo justiça, e que o mercado possa fazer algo pela causa animal, já que um problema tão grave ocorreu em suas dependências.

Na rede social Instagram Tatá Werneck, Leticia Spiller, Fábio Assunção e Kéfera foram alguns dos famosos que falaram da situação.

“Se estão tão chocados quanto nós, aproveitem essa crueldade para fazer a diferença. Comecem a ajudar ONGs que cuidam de animais abandonamos. Comecem a doar alimentos para cuidar desses bichos. Parem de dar respostas prontas e sejam humanos pelo menos agora”, escreveu Tatá.

A atriz e digital influencer Kéfera também falou:

“E aí, Carrefour, o que será feito com o segurança que agrediu e envenenou o cãozinho de rua que estava no mercado de vocês em Osasco?

O cantor sertanejo Felipe Araújo disse:

“Eu não consigo acreditar nos níveis incríveis de crueldade que o ser humano tem atingido. Isso não vai ficar assim! Mataram esse cachorrinho em uma filial do Carrefour. Brutalmente! Essa notícia acabou com o meu dia”

Ativista e defensora dos bichinhos, Luisa Mell, também se manifestou contra o caso:

“A associação de advogados criminalistas está entrando com uma ação de maus tratos contra o funcionário e de danos morais coletivos contra o Carrefour! Iremos acompanhar pessoalmente as investigações! Queremos justiça!”, escreveu a ativista pelo Instagram.

O Carrefour se pronunciou em nova nota na noite desta terça (4).

O Carrefour reconhece que um grave problema ocorreu em nossa loja de Osasco. A empresa não vai se eximir de sua responsabilidade. Estamos tristes com a morte desse animal. Somos os maiores interessados para que todos os fatos sejam esclarecidos. Por isso, aguardamos que as autoridades concluam rapidamente as investigações.

Desde o início da apuração, o funcionário de empresa terceirizada foi afastado. Qualquer que seja a conclusão do inquérito, estamos inteiramente comprometidos em dar uma resposta a todos. Queremos informar também que estamos recebendo sugestões de várias entidades e ONGS ligadas à causa que vão nos auxiliar na construção de uma nova política para a proteção e defesa dos animais.”

WHINDERSSON NUNES “DEFENDE” CARREFOUR EM CASO DE CÃO E DIVIDE OPINIÕES


ATENÇÃO MÃE, QUAL SUA OPINIÃO?

escreva seu comentário abaixo👇