in ,

Casal segura menino para que filho o agrida; veja vídeo

- Anúncio -

No último domingo, as câmeras de segurança de um condomínio em Brasilia registraram cenas que está chocando a internet.

Um pai segura uma criança para que seu filho o agrida, e depois a mãe ainda agride a criança também.

Pela sequência de imagens, acredita-se que os pais pensaram que o menino havia agredido o filho deles, pois os dois meninos jogavam futebol na quadra do condomínio minutos antes das agressões.

- Anúncio -

Mas aparece nitidamente no vídeo que o filho do casal, caiu sozinho quando tropeçou na bola.

 Jucinea das Mercês Nascimento, 43 anos, tia do menino de 6 anos, que sofreu as agressões contou ao G1 que conseguiu as imagens na segunda-feira (10), e na terça, prestou queixa Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

A tia conta que apesar das cenas serem fortes e todos terem fica muito abalados, ele não sofreu marcas físicas, mas que o trauma vai ficar:

“A agressão psicológica que ele sofreu é um trauma para a vida.”

Acredita-se que os pais tenham pensado que o menino agrediu o filho deles, pois nas imagens é possível ver que ele caiu durante a partida de futebol, bateu com a boca no chão, que começou a sangrar e subiu para o apartamento.

Logo em seguida o homem desce com o menino no colo, e de forma tensa parte para cima da outra criança, segurando seus braços e fazendo com que seu filho o agrida no rosto.

Logo em seguida a mulher se aproxima e também agride a criança, que cai no chão.

- Anúncio -

As outras crianças que estavam na quadra ficam acuadas e algumas começam a chorar por ver a situação.

“Ele prende os braços do meu sobrinho para trás. A esposa dele observa toda a cena, grita e ainda empurra o menino com as duas mãos”, descreve Jucinea.

Em entrevista ao G1, ela desabafou: “Isso não se faz nem com um animal. Imagina com uma criança?”

- Anúncio -

Ela contou que não presenciou as agressões pois levava o filho adolescente em uma prova,  mas que assim que voltou foi informada por um vizinho que aparece em outra imagem pulando uma cerca para ir socorrer o sobrinho de Jucinea.

Todos que presenciaram as agressões ficaram revoltados com o caso, e ela disse que assim que soube foi até o apartamento onde o casal que também não mora no prédio estava.

Ela diz que foi destratada pela mulher que disse que ela deveria educar seu sobrinho.

“Me apontaram o prédio. Fui até lá, mas a mulher, a agressora, ainda me destratou. Disse que eu não educava o meu sobrinho. Fiquei revoltada. Mesmo com tudo o que aconteceu, eles ficaram achando que a ação foi correta”.

 Jucimara das Merces Nascimento, mãe do menino que passava as férias com a tia Jucinea, afirmou por áudio ao G1 que levará o caso à Justiça.

“É  lamentável ver um pai junto com uma mãe ter uma atitude dessa. A ponto de segurá-lo para ele não ter o direito de se defender do murro que vai levar. No que depender de mim, isso vai para frente na Justiça.”

“Quando eu soube disso, chorei a noite toda. Sei essas imagens de cor e salteado do tanto que eu já vi. O que eu estou passando não queria que mãe nenhuma passasse. Ver seu filho sem ter o direito de se defender.”


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by Ana Paula

Jornalista de profissão, e redatora por vocação. Escrevo com prazer tentando passar em palavras, emoções que possam tocar a vida das pessoas. Nas horas vagas mamãe de gatos e degustadora de cafés, que são meus grandes amores.

Xuxa abandona programa por presença de Eduardo Costa

Separadas, gêmeas que nasceram unidas pela cabeça têm alta do HC e devem passar réveillon na praia