in ,

Brincadeira que mata: especialista faz revelação do “desafio da rasteira”

- Anúncio -

Uma perigosa brincadeira está atraindo a atenção de jovens na internet. Pais e educadores estão se mobilizando para alertar os filhos e também outros pais. Uma brincadeira que mata, não é brincadeira é um risco de vida.

Na cidade de Mossoró, no Estado do Rio Grande do Norte, uma jovem de 16 anos morreu quando estava na Escola Municipal Antônio Fagundes, ela estava aprendendo com duas amigas, como fazer o desafio.

A menina foi levada para o hospital na região, infelizmente não resistiu e foi a óbito. Ela sofreu traumatismo craniano quando caiu e bateu a cabeça no chão, causando uma grave lesão.

- Anúncio -

O desfio já está sendo praticado também no exterior como dia o youtuber; “O desafio viralizou no (aplicativo) TikTok. Vi que vários americanos estavam fazendo, tudo em clima de brincadeira. Como faço vídeos de humor, decidi gravar um também. Minha mãe sempre participa dos vídeos, por isso fiz com ela. Foi engraçado na hora, mas depois percebemos o que poderia ter acontecido. Fui pesquisar e vi relatos de pessoas que haviam se machucado, por isso voltei atrás.”

Ciente da fatalidade em que a jovem perdeu a vida e de possíveis lesões em outras pessoas, o Youtuber produziu um novo vídeo sobre o desafio, em que pede para que não façam mais essa brincadeira.

- Anúncio -

“Minha campanha agora é para que não reproduzam o vídeo. Eu poderia ter perdido a minha mãe numa brincadeira boba. Sei que muitas vezes não percebemos os riscos do que fazemos. Por isso admiti que errei, e espero que meu exemplo faça com que outras pessoas não se arrisquem” , informa Robson Calabianqui

O médico fisiatra e reumatologista, Haim Maleh, do Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo (Creb), no RJ, alertou sobre os riscos do desafio.

“O menor risco seria quebrar alguma região do corpo, o que poderia ser tratado de maneira mais conservadora, com a imobilização, ou até realizando uma cirurgia. Também há a possibilidade de a vítima sofrer uma luxação, que é quando a articulação sai do lugar.”

“Outras consequências são lesões na coluna, o que pode deixar alguém paraplégico, tetraplégico ou até causar algum problema neurológico. Por último, o mais grave seria um traumatismo craniano. A criança pode sofrer um derrame, entrar em coma e morrer”, completou o doutor.

Via IBahia

- Anúncio -

Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Um banho quente queima tantas calorias quanto uma caminhada de 30 minutos

Esta cachorrinha tem olhos tão lindos que parece uma princesa Disney