in ,

Brasileira conta detalhes de como salvou menino torturado pelos pais nos EUA: “Monstros”

Foto: reprodução
- Anúncio -

Garçonete brasileira salva menino de tortura dos pais nos Estados Unidos.

Graças a ação da brasileira, Flaviane Carvalho, funcionária em um restaurante, suspeitou que algo errado estaria acontecendo com uma família, ela acionou a polícia e o menino conseguiu ser salvo.

A denúncia feita por Flaviane, livrou o menino de 11 anos das mão da tortura que sofria em casa, aplicada pelos próprios pais. A garçonete está sendo considerada uma heroína, pois o menino finalmente está em segurança.

- Anúncio -

No primeiro dia de 2021, a polícia local divulgou o caso do menino que foi torturado pelos pais. O caso repercutiu na web e o Daily Mail entrevistou a brasileira. Ela contou que é mãe de duas meninas e está sempre muito atenta, inclusive chamou os pais do menino de “monstros”.

“Eles pareciam uma família normal. Mas eles estavam em quatro pessoas na mesa e só haviam três pratos. Estava faltando uma refeição”, contou Flaviane. Para ela, esse foi o primeiro sinal de que havia algo errado.

“O pai do menino disse que não era problema, que ele comeria em casa. Mas eu sabia que tinha alguma coisa de errado, famílias não fazem isso”, ela também observou que o menino estava triste e disse: “Eu precisava fazer alguma coisa”.

“Eu escrevi uma placa perguntando se ele estava bem. E ele acenou com a cabeça que não. Alguns minutos depois, escrevi outra placa perguntando se ele precisa de ajuda. E então que ele fez que sim com a cabeça”. 

Nesse momento, a brasileira não teve dúvidas e chamou a polícia, insistindo na urgência, pois temia que a família fosse embora antes da polícia chegar.

- Anúncio -

O padrasto do menino, Timothy Wilson, de 34 anos, foi preso imediatamente. Logo após a polícia abordar os responsáveis, o menino contou aos agentes que era mantido algemado e pendurado de ponta a cabeça em uma porta, além desse sofrimento, o padrasto dava surras no menino com cabo de vassoura, como também batia com um objeto de coçador de costas.

A mãe da criança se chama Timothy Wilson, de 34 anos, ela irá responder por negligência, por não ter defendido o filho. Não fez nada para impedir que o companheiro torturasse o menino. Mas isso não é tudo.

- Anúncio -

Além de toda crueldade que o menino sofria, não parecia ter 11 anos de idade, parecia ter 8, pela falta de alimentos como parte da tortura.

“Eu queria poder abraçar aquele menino e dizer que ele foi muito corajoso. Queria dizer que sinto muito orgulho dele”, contou Flaviane.

“Foi um ato de Deus que ele estivesse sentado naquela mesa e que eu pudesse mostrar o bilhete para ele sem que os pais vissem”.

Para a polícia, o padrasto punia o menino por não ser filho biológico, uma vez que a menina, filha do casal, não parecia ser vítima de maus-tratos.

“Sinto que eu fiz o que deveria ser feito. Fiz o que o meu coração mandou e me guiou a fazer”, disse Flaviane que é casada e mora há 13 anos em Orlando.

 

Créditos: https://paisefilhos.uol.com.br/familia/brasileira-conta-detalhes-de-como-salvou-menino-torturado-pelos-pais-nos-eua-monstros/


Qual sua opinião? Escreva abaixo👇
- Anúncio -

Written by SIlvia Jornalista

Professora Silvia, dou aulas no periodo vespertino e escrevo noticias nos sites da rede Maetips. Mãe de dois meninos, Lucas e Renato de 6 e 12 anos. Sejam muito bem vindos.

Caso Isabele: menina acusada de atirar e matar a colega é condenada a internação

Incêndio atinge Instituto Serum, fabricante de vacinas contra Covid-19 na Índia e cinco pessoas morrem