Adolescente com intolerância a lactose morreu depois de colega de classe colocar queijo em sua camisa

Brincadeira pesada terminou com um adolescente morto e o outro preso

Karanbir Cheema, a quem todos chamavam de Karan, de 13 anos, morreu em decorrência de uma séria reação alérgica. Karan era uma pessoa com uma severa intolerância a lactose.

Mas o que chocou Londres, local onde o adolescente morava, foi a forma com que ele desencadeou a alergia.

O jovem não ingeriu nenhum alimento com lactose, mas ele sofre uma “brincadeira”, de um colega de escola que sabia que ele tinha o problema.

O outro adolescente perseguiu Karan e colocou um pedaço de queijo em sua camiseta.

A alergia de Karan era das mais severas registradas, e ele também não poderia consumir assim como trigo, nozes, glúten e ovos. O garoto também sofria de asma e eczema atópico.

O caso ocorreu em Greenford, no oeste de Londres, em junho de 2017, mas agora voltou a ser discutido nas redes sociais.

Assim que perceberam que Karan não se sentia bem, a escola chamou o atendimento de emergência, quando os socorristas chegaram ele já estava com enorme dificuldade para respirar e teve um choque anafilático, e parou de respirar. Ele estava inconsciente enquanto os paramédicos tentavam reanimá-lo, porém sem sucesso.

O outros adolescente que causou a morte de Karan chegou a ser preso, porém foi solto pouco tempo depois, sem que houvesse uma acusação formal contra ele.

Na internet pessoas inconformadas pedem que sejam criadas punições mais severas para quem comete bullying, e que as escolas estejam melhor preparadas para controlar esse tipo de comportamento.

A família não se conforma com a perda do filho.

 

 


ATENÇÃO MÃE, QUAL SUA OPINIÃO?

escreva seu comentário abaixo👇