Abuso infantil: casal forçou filho de 11 anos a praticar atos sexuais junto com eles para evitar que menino “virasse gay”

O caso ocorreu no Reino Unido, e o menino, hoje um homem com 30 anos quer que sua triste história sirva para ajudar outras crianças e jovens que sofram com abusos

O menino que na época dos abusos tinha apenas 11 anos, conta que seu pai e sua madrasta, o forçaram a participar de atos sexuais, porque na mentalidade deles, isso evitaria que o menino se tornasse homossexual.

O menino hoje tem 30 anos, e conta que o trauma irá seguir com ele por toda sua vida, mas que ele enfrenta essas lembranças e conta sua dolorosa história para que isso de alguma maneira ajude outras crianças que passem pelo mesmo, e punir seu pai e madrasta.

Ele contou que aos 16 anos chegou a revelar a polícia o que passava, mas não acreditaram em sua história, e hoje já adulto, ele resolveu que era hora de buscar justiça.

O pai irá cumprir 6 anos de prisão e a mulher, 9 anos.

Os agressores confessaram o crime e justificaram dizendo que faziam pelo bem dele, para que não se tornasse homossexual.

Maria Lamb, juíza responsável pelo caso, disse que além de ter sido negligenciado pela mãe, a criança sofreu danos inaceitáveis e que a conduta dos agressores era injustificável.

Ele diz que o processo de enfrentar a situação e ter coragem de levar a denuncia adiante foi complicado:

“Levou muito tempo para eu me convencer de que tinha coragem para passar por isso tudo novamente. Se minha história puder tocar apenas uma pessoa, eu ficarei perfeitamente feliz com isso”.

 

 


ATENÇÃO MÃE, QUAL SUA OPINIÃO?

escreva seu comentário abaixo👇